Reitchel Komch

A artista trata a mitologia como ponto de partida, se utilizando de deuses, símbolos, mitos e lendas, trazendo-os para a contemporaneidade e discutindo questões de Gênero e Raça, como se a fragmentação dos nossos dias pudesse ser transcendida por aquelas narrativas atemporais. Através de um processo primoroso, de minuciosas pinceladas, cria uma poética em que o claro escuro é revisitado e potencializa a intensidade dos trabalhos em grande formato.

A pintura influenciada pela palheta de Turner e a figuração de Lynete Yadom, celebra a beleza do corpo da mulher e sutilmente nos mostra a reconstrução da identidade negra que nos foi tomada e negada.

Entre em contato